Abril/2017
 
DESTAQUES
 

Brasil participa de painel sobre aumento da competitividade através da gestão de energia

Nessa semana o Brasil tem participado mais ativamente das ações internacionais envolvendo o tema eficiência energética. Essa semana, em Nova York, no Forum Sustainable Energy for all - SE4ALL (Energia Sustentável para todos), realizado de 3 a 5 de abril, o representante brasileiro nos temas de regulação e normas, como a ISO 50.0001 - que trata de gestão e economia de energia-, Alberto J. Fossa, participou como palestrante no painel "Aumento da Competitividade do Setor Privado através dos Sistemas de Gestão de Energia". O evento reuniu mais de 1.000 participantes de alto nível do governo, empresas, sociedade civil e organizações internacionais.

"É muito importante o Brasil participar ativamente desse tipo de evento, pois sinaliza o interesse em evoluir nesse tema. Energia é fundamental e seu uso precisa ser cada vez mais racional e eficiente", disse Fossa.

O evento foi realizado com o intuito de impulsionar ações para um sistema de energia sustentável. Durante os três dias do Fórum foram realizadas 33 sessões de trabalho de parceiros, com o objetivo de aumentar a conscientização, antecipar os resultados, unir as divisões público-privadas, lançar e criar novas parcerias e compartilhar experiências e êxitos.

Acelerador prevê ações em 15 países
Durante o evento, o Fundo Mundial para o Meio Ambiente - Global Environment Facility (GEF) - confirmou seu apoio ao Acelerador de Eficiência Energética Industrial para SE4All, liderado pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (Unido) e o Carbon Trust. Esse apoio deverá desencadear ações de eficiência energética em até 15 países até 2025.

Através do Acelerador, a Unido e o Carbon Trust trabalharão em cooperação com vários parceiros na disseminação e compartilhamento de melhores práticas, políticas e conjuntos de ferramentas para acelerar o ritmo de implantação da eficiência energética no setor industrial.

O Acelerator é uma plataforma que apoia o engajamento entre líderes governamentais e empresariais, associações comerciais, agências de pesquisa e investidores para criar uma visão clara de como mobilizar mais a eficiência energética nos principais setores industriais. Ele oferece uma série de metas de desenvolvimento sustentável, criando uma parceria multi-stakeholder que promove iniciativas de grande escala para entregar impactos mais significativos em uma gama de diferentes países e setores industriais. Ele também oferece múltiplos benefícios de aumento da produtividade, bem como reduções na demanda de energia e gases de efeito estufa (GEE).

 
 

Norma internacional que trata do Sistema de Gestão de Energia será aperfeiçoada

Vem novidade por ai na ISO 50001, que trata do sistema de gestão e economia de energia. A norma está sendo revisada e, em março passado, em Paris, na França, foi realizada uma reunião do Comitê Técnico (TC301), com o objetivo de avançar nas discussões da revisão dessa norma internacional, com destaque para o consenso sobre desempenho energético. O representante brasileiro no TC301 e diretor executivo da Abrinstal, Alberto J. Fossa, participou da reunião e informou que o próximo passo será a votação para o "draft of international standard - DIS", que será em Pequim, na China.

"O importante da próxima reunião é que também será realizada uma plenária do TC301, onde serão definidas as prioridades do TC para os próximos anos. Também será apresentado plano de negócios detalhado, destacando temas e estruturas a serem estabelecidas", conta Fossa.

O Brasil, via Abrinstal, responde atualmente pela coordenação (vice-chair) do TC301. Nessa posição, o País passa a ganhar estrutura de suporte adequada que promova a discussão e o debate nacional dos temas em andamento no cenário internacional.

Melhor Desempenho Energético

A ISO 50001 foi criada para ajudar as organizações a melhorarem o seu desempenho energético e reduzir os custos. A norma oferece uma abordagem sistemática para melhorar o desempenho energético ao longo do tempo através da aplicação de um sistema de gestão de energia (SGE). A implementação de um SGE bem-sucedido requer uma mudança cultural dentro de organização e um compromisso da organização a todos os níveis e funções, especialmente da gestão de topo.

Como dois terços das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) do mundo proveem da produção e uso da energia, o SGE é fundamental na adoção de ações de mudança climática para apoiar o Acordo Internacional sobre Clima de Paris, assinado em abril de 2016.
Com base num debate durante a reunião ISO/TC 301, realizada entre 23 e 27 de janeiro de 2017 em Paris, a nova versão da ISO 50001 será provavelmente publicada em janeiro de 2019.

A ISO 50001 tornou-se cada vez mais importante desde o seu lançamento há seis anos. Segundo a ISO, até o final de 2015, foram emitidos 11.985 certificados da ISO 50001. As certificações da ISO 50001 aumentaram 77% durante o ano de 2015.

Datas importantes:
 
- Maio/Junho de 2017: 1ª Reunião do Grupo de Trabalho (WG1) em Pequim, na China, para gerar o projeto de norma internacional (DIS), tendo em conta os comentários do CD3
- Julho de 2017: O DIS foi submetido à ISO para lançamento do inquérito
- Fevereiro de 2018: secretário do TC 301 emite resultado da votação do DIS e os comentários públicos associados
- Junho de 2018: Reunião do TC 301 GT1 no México para considerar comentários sobre DIS
- 18 de julho de 2018: projeto final da norma internacional (FDIS) submetido à ISO para lançamento da votação FDIS de 8 semanas
- 19 de janeiro de 2019: ISO publica ISO 50001: 2019

 
 

Iniciativa é do Procobre e conteúdo foi desenvolvido por Alberto J. Fossa e Felipe Sgarbi

Pequenas, médias e grandes empresas interessadas na redução do consumo de energia e no aumento do desempenho de equipamentos e processos poderão se beneficiar de um guia, lançado pelo Procobre, com as principais ferramentas usadas globalmente para aplicação de sistemas de gestão de energia. O trabalho foi desenvolvido por Alberto J. Fossa e Felipe Sgarbi, integrantes da Abrinstal.

O guia foi estruturado com base na norma ABNT NBR ISO 50.001. Ele orienta gestores, empresários e industriais, sem distinção do segmento de mercado em que atuam, a implementar correta e ordenadamente ações que atendam aos requisitos da norma ISO 50.001.

O conteúdo do guia foi organizado de forma simples e prevê cinco passos para que uma empresa possa adotar um sistema de gestão de energia. O passo 1, "Contexto", oferece uma ideia geral sobre os aspectos energéticos e tem o objetivo de identificar todos os processos e usos da energia no âmbito da organização. O passo 2, "Planejar", trata do planejamento da gestão energética. O passo 3, "Gerenciar", refere-se ao controle e gerenciamento do uso da energia dentro da empresa. O passo 4, "Monitorar", representa a etapa de verificação e, o passo 5, "Melhorar", aborda as ações para a melhoria contínua do sistema de gestão de energia e do desempenho energético da organização.

De acordo com o Procobre, empresas que já promoveram a implantação da gestão de energia conseguiram economizar entre 5 % e 30 % na conta de consumo.

O guia para aplicação da norma ABNT NBR ISO 50.001 - Gestão de Energia - pode ser baixado no site do Procobre, pelo link: http://procobre.org/pt/destaque-home/gestao-de-energia/. O material também está disponível na página on-line: http://leonardo-energy.org.br/wpdm-package/guia-para-aplicacao-da-norma-abnt-nbr-iso-50001-gestao-da-energia/

 
 

Abrinstal é integrante da diretoria e planeja elaborar roadmap sobre oportunidades a serem exploradas

O primeiro encontro deste ano da diretoria do Conselho Mundial de Instalações Hidráulicas (World Plumbing Council - WPC) foi realizado em meados de março, em Frankfurt, na Alemanha, e teve a apresentação do plano do trabalho da entidade para os próximos três anos. Ela foi feita pelos novos diretores, que tomaram posse no final de 2016.

O plano de trabalho é um detalhamento das ações previstas no planejamento estratégico da entidade, que foi construído pelos novos diretores, na reunião especial do final do ano, realizada em Hong Kong.

"Há muito a ser realizado esse ano. Estamos recolhendo informações das atividades realizadas no World Plumbing Day, nos diversos países, para fazer um report das ações. Em paralelo, estamos enviando um questionário para todos os representantes dos países membros, com o objetivo de elaborar um roadmap sobre oportunidades a serem exploradas nos próximos anos", conta Alberto J. Fossa, diretor do WPC e diretor executivo da Abrinstal.

Sobre o WPC
O WPC é um organismo internacional que visa desenvolver e promover a imagem e as normas da indústria mundial de instalações. A Abrinstal, como integrante brasileira dessa organização internacional, busca estabelecer no País uma agenda vinculada às principais ações internacionais associadas ao tema de instalações hidráulicas, como por exemplo participar dos maiores eventos internacionais, incluindo feiras de produtos e inovação no setor de canalização de água; acompanhar as discussões internacionais relativas às construções, às questões de sustentabilidade, entre outros.

 
 

 
Abrinstal - Associação Brasileira pela Conformidade e Eficiência de Instalações