NOTÍCIAS
 
Preços dos imóveis residenciais seguem em recuperação lenta
23/5/2019

Acumulado em 12 meses até abril variou 1,88 % em São Paulo, informa a Abecip

Os preços nominais dos imóveis residenciais medidos pelo IGMI-R (Índice Geral de Preços Imobiliários) da Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) tiveram elevações em abril, nas dez capitais pesquisadas pela entidade.

Como resultado, o crescimento acumulado em 12 meses manteve a trajetória ascendente, registrando 1,09%, ante os 0,82% acumulados até março. A recuperação dos preços dos imóveis, entretanto, segue abaixo dos índices de preços ao consumidor.

Em São Paulo, os preços dos imóveis residenciais registraram aumento médio de 0,39% em abril, e de 1,88% no acumulado em 12 meses.

Os maiores aumentos no mês foram registrados em Curitiba (0,43%) e Belo Horizonte (0,42%). Em 12 meses, as maiores elevações aconteceram em Curitiba (2,48%) e Salvador (2,17%).

Os menores aumentos em abril ocorreram no Rio de Janeiro (0,09%) e em Recife (0,02%). Das dez capitais pesquisadas, apenas estas duas ainda registram queda nos preços dos imóveis, no acumulado de 12 meses: -1,08% e -0,13%, respectivamente.

Na avaliação da Abecip, os números mostram uma recuperação muita lenta, a exemplo do que ocorre com o nível de atividade em geral no Brasil. Segundo a entidade, a recente piora das expectativas em relação ao crescimento da economia até o final do ano não permite vislumbrar um aumento consistente e significativo do ritmo de retomada dos preços dos imóveis residenciais.

Fonte: SindusConSP e Abecip

 

Notícias anteriores

 
Abrinstal - Associação Brasileira pela Conformidade e Eficiência de Instalações