NOTÍCIAS
 
Abilux e Lux Brasil realizam estudo sobre a competitividade da indústria de iluminação
6/12/2018

A pesquisa resultou em uma importante base de dados que revelam o posicionamento das empresas

A Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux) finalizou a pesquisa sobre os desafios que as empresas do setor precisam superar, como a necessidade de observar a relevância que algumas atividades da cadeia de valor setorial adquiriram na competição por criar e capturar valor no mercado, em particular aquelas que estão nas pontas: a pesquisa e desenvolvimento (P&D) e design, no começo da cadeia (upstream), e distribuição e pós-venda, mais ao final (downstream).

O estudo da Competitividade do Setor Industrial Brasileiro de Iluminação resultou em considerável base de dados, a partir do qual inúmeros insights e reflexões foram gerados acerca do posicionamento e das estratégias das empresas. O estudo foi realizado no âmbito do Programa Lux Brasil de promoção das exportações do segmento, gerenciado pela Abilux e apoiado pela Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

Lux Brasil

Realizada pela Focus RI, a pesquisa levantou aspectos da competitividade do setor. Para isso, optou-se por mapear a cadeia de valor da indústria de iluminação e, a partir dela, analisar como as empresas estão posicionadas e percebem estrategicamente os caminhos e desafios para criarem e capturarem valor. A motivação do estudo estava ancorada na prospecção e análise de dados que permitissem à Associação compreender os desafios pela ótica das empresas fabricantes.

A base de dados do estudo foi constituída com as informações fornecidas por uma amostragem em que 61,5% dos respondentes são presidentes e diretores, com tempo médio de atuação no setor de 13,43 anos. Ou seja, há uma voz qualificada e legítima do setor, que se manifesta e fala pelas empresas. A amostragem atingiu uma representatividade nacional, que corresponde à sua composição nacional. Há empresas de 10 Unidades da Federação; mais de 10 segmentos do setor compõem os dados; 95,6% das empresas são de micro, pequeno e médio portes; 47,3% das que participaram já foram premiadas; 72,5% da amostra são de internacionalizadas; e 62,6% são associadas à Abilux.

O que o estudo mapeou

O estudo mapeou a cadeia de valor setorial para identificar quais são as atividades críticas de criação de valor que são encadeadas, desde a concepção do produto até o seu pós-consumo. Nesse processo, foi possível observar uma cadeia com elos típicos do encadeamento industrial e que caracterizam a lógica de valor de vários segmentos do setor, denominados de verticais. Constatou-se, também, uma cadeia que, a despeito de ser industrial, manufatureira, tem se tornado, cada vez mais, dependente de serviços associados em sua criação de valor. O que, em grande medida, se alinha a movimentos contemporâneos observados em várias cadeias setoriais mundo afora.

A partir da cadeia de valor mapeada, investigou-se, pela percepção dos entrevistados, qual é a real situação das empresas brasileiras e de seus desafios, elo a elo. Com isso, foi possível inferir os principais caminhos para o setor, vislumbrar melhorias de desempenho em atividades críticas para competitividade e, consequente, lucratividade.

Resultados & metas

Com os números, a Abilux passa a contar com dados primários de uma amostra de 91 empresas - número que representa 13,79% do total do setor, uma das maiores bases de dados primários sobre as percepções do empresariado industrial de iluminação acerca de sua cadeia de valor setorial, em que foram analisadas importantes dimensões como: pesquisa e desenvolvimento (P&D); fornecimento; manufatura; distribuição; pós-venda; internacionalização; estratégias de upgrading e ambiente de negócios.

A partir desses dados foi elaborado um roadmap para competitividade, que está organizado em torno de eixos de atuação pertinentes ao ambiente interno das empresas e ao ambiente de negócios nacional. Neste roadmap, a Focus RI sugere ações para empresas e para Abilux, cujos resultados facilitarão a construção de um ambiente mais propício para competição e fortalecimento da cadeia de iluminação do Brasil e consequentemente, a melhoria da competitividade para atuar em mercados externos. Alguns desses eixos são de capacitação e de articulação de stakeholders governamentais e parceiros.

Fonte: Abilux

 

Notícias anteriores

 
Abrinstal - Associação Brasileira pela Conformidade e Eficiência de Instalações