RELEASES
 
Sinais de retomada da construção civil animam setor de instalações
Workshop realizado na Fiesp reuniu mais de 90 representantes do setor de instalações, construtoras, projetistas e fabricantes de produtos

O mercado de instalações hidráulicas está otimista com os sinais de retomada da construção civil. No último dia 19 de março, o auditório do quarto andar da Fiesp, estava lotado de representantes de empresas instaladoras, projetistas, construtoras, incorporadoras e fabricantes de produtos. Eles participaram do 7º Workshop de Instalações – Hidrossanitárias e Águas Pluviais, realizado pela Abrinstal. O evento também marcou as atividades do Dia Internacional do Instalador Hidrossanitário, comemorado no último dia 11.

Para o representante do SindusconSP, Renato Genioli Júnior, que participou da abertura do evento, o momento do país é muito apropriado para as empresas estarem bem preparadas e capacitadas para atender a demanda. “O setor sente a retomada da economia e a indústria da construção está cada vez mais competitiva, por isso é fundamental essa parceria entre o SindusCon e a Abrinstal, que visa reduzir as patologias das instalações hidrossanitárias no pós-obra”, disse Genioli Júnior, que deu destaque o BIP - Building Installation Performance. O BIP é um selo de qualidade das instalações.

No ano passado, a Abrinstal assinou com o SindusConSp um acordo de cooperação e o primeiro projeto é identificar quais são os problemas de instalações prediais no pós-obra e definir ações corretivas para minimizar esse tipo de ocorrência, ou seja, sanar as eventuais falhas nas instalações e levar mais qualidade e eficiência para o setor da construção.

O presidente do Sindinstalação, Sílvio Valdissera, afirmou que é crucial para as instaladoras investirem na qualificação de mão de obra e que o BIP tem ajudado muito as empresas a conseguir, cada vez mais, um bom desempenho.

Temas das apresentações

Na primeira parte do evento foram realizadas duas apresentações, que trataram da nova Norma Técnica (NBR 5626) - que está em consulta pública, e sobre Medição Individualizada. Segundo Eduardo Lacerda Soares, da Techem, a economia média para os condomínios de apartamentos que passaram a individualizar as contas de água, foi de 20%.

“A instalação de medidores individuais nos condomínios de apartamentos residenciais provoca uma mudança de comportamento e traz benefícios econômicos”, conta Soares. A maior parte dos condomínios não tem conta de água individualizada por apartamento. Na medição coletiva, o peso da conta de água é bastante significativo, pois representa, em média, 30% do valor do condomínio.

Na segunda parte do evento, as apresentações tiveram foco na suportação das instalações prediais e no controle da pressão em redes de hidrantes de edificações elevadas.

Mais informações para a imprensa:
comunicacao@abrinstal.org.br

 

Releases anteriores

 
Abrinstal - Associação Brasileira pela Conformidade e Eficiência de Instalações